Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2012

DIA DO POETA

Hoje, 20 de outubro,  é dia do poeta. Poeta é aquele que vê a luz na escuridão do pensamento usando cores nas imagens e lhes atribuindo sons em perfeita combinação com os sentimentos. Virgílio, Camões, Gonçalves Dias, Castro Alves, Drummond, Cora Coralina, Mario Quintana, Vinícius de Moraes e outros tantos, souberam bem usar o verbo para colorir e dar asas aos pensamentos cadenciando -os na rima que encanta. Cada um representando o seu lugar de origem, embora o poeta seja homem do mundo. Aqui, talvez, cometa eu a maior gafe de todos os tempos, visto não concordar com Fernando Pessoa que disse:
"O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente." O poeta não finge, o poeta canta o que no momento sente. Vem às enxurradas os sofrimentos que depois encanta quando rimado. Balsas, cidadezinha do sul do Maranhão, nossa Princesinha do Agreste, foi privilegiada de ter entre seus filhos um grande poeta. Grande na produção e no ser hum…

MINHA MÃE SERÁ A FUTURA PRESIDENTA

O levantamento feito pelos órgãos de pesquisas são manipuladas e nem de perto representa a opinião dos eleitores do lugar. Outro dia resolvi fazer uma pesquisa, ou melhor,  um levantamento por conta própria e conclui que a próxima Presidente da República vai ser a minha querida mãe. Liguei para 3600 pessoas entre a meia noite e  cinco horas da madrugada e perguntei: - NA PRÓXIMA ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE VOCÊ VAI VOTAR EM QUEM?Todos os entrevistados responderam sem titubear: - NA PUTA QUE TE PARIU. Conclui também que não há margem de erro algum, portanto, na próxima eleição EU VOU ME DAR BEM. Talvez assim, alguma empresa de telefonia transfira uma parte de suas ações e  assim, imito o filho de um ex-presidente.

DIA DO PROFESSOR

Hoje é o dia do PROFESSOR. Isso mesmo, com letras todas maiúsculas.    Só quem teve grandes professores como tive o privilégio de tê-los, sabe quão grande é a importancia dessa bela profissão.   Muitos não lhes dão a importância devida, faltando até mesmo o respeito para com esse nobres profissionais. No entanto, nós, balsenses, que pudemos conviver com homens e mulheres da estirpe de um Professor JOCA REGO, D. EUNICE, AMPARO, Padre ANGELO, DEUZUITA, MARLENE GARCEZ, NEGUINHA,  ANA AMÉLIA BEZERRA, Prof. GONZAGA, CECÍLIA, ANA LÚCIA BRAÚNA, Irmãs LUIZA, TEREZINHA e EUSTÓLIA MARIA, MEDIR COELHO, Irmão MACHADO, NUNO, HAROLDO e tantos outros que a memória já não alcança,  devemos preito de gratidão a todos eles, não somente hoje.     Balsas foi um celeiro de grandes MESTRES.     Com a nova administração municipal a ser implementada no ano que vem, desejamos que o prefeito eleito de Balsas tenha para com esses profissionais o mais profundo respeito, fazendo com que esse ilustres trabalh…

OS "DOIDOS" DO VELHO BALSAS

Talvez Balsas, pelo menos da minha época de garoto, tenha sido a cidade com a maior população de loucos nas ruas por metro quadrado. É claro que não levo em consideração as cidades que haviam manicômio. Estou falando de pessoas acometida da loucura patológica. Esse tipo, pelo menos na minha época, chamávamos de DOIDOS.      Hoje, com o "politicamente correto" o termo caiu em desuso. Mais é bem verdade que nos meus estudos arqueológicos encontrei nos recônditos da memória aqueles que mais me impressionaram o psiquismo em se tratando de aversão à normose coletiva.     Não raro, acredito que outros tantos balsenses como eu hão de lembrar desses homo furiosus balsensis, principalmente se ouvir o nome do GOBILA, NICOLAU, MARIA DOIDA, MARIA BONITA, CAFETEIRA, AGOSTINHO CACETE, MANÉ BIROBA, LURICA, DANIEL DO GESNER, WASHINGTON, IRMÃOS CABORÉ, ZACARIAS, MARIA PETECA, LEGAL, NEDINO DO FRANCELINO FERREIRA, LUIZINHO DO FRANCELINO, ZÉ POCOLA e outros que minha pobre memória já carco…

Seja bem-vindo Sr Prefeito Rochinha

Seja bem-vindo, sr Prefeito. Após o vendaval vem a bonança, diz o ditado. Pois é, após o período eleitoral vem a bonança ou, talvez como dizem os matutos dos Gerais de Balsas, pode vir a “piorança”. Vamos torcer e muito para que Balsas seja realmente governada, pois estava como nau sem capitão, sem rumo, nem prumo, nem nada. Você terá pela frente desafios que não serão difíceis de atacá-los com coragem e determinação. Deixe-me apresentá-los: Uma das primeiras providencias que o administrador de Balsas deverá tomar é exatamente desinfetar a cadeira que servia apenas para refrigerar a bunda do prefeito anterior. Desinfetá-la em todos os sentidos! Depois, enrolar as mangas da camisa para enfrentar de vez os óbices que “inventaram” para não construírem a estrada que liga a cidade a região dos Gerais. Essa será, talvez, a maior necessidade do município, visto encontrar-se por aquelas bandas esquecidas pelos políticos a “mina de ouro” que pode escapar das mãos de Balsas se não for realiza…