Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

Evandro Piulinha

Hoje acordei mais balsense do que nunca.   Logo cedo recebi uma ligação do meu primo Amaro Cardoso, empresário em Balsas, e, durante a conversa, acabei  recordando muitas coisas de Balsas. 
   Em seguida saí de casa para realizar alguns exames em um laboratório próximo ao centro de Barueri. Lá, enquanto esperava ser atendido, talvez tocado pela  ligação que recebi do Amaro e observando melhor o atendimento dispensado às pessoas, comecei a me ver novamente em Balsas e, claro, lembrei-me de uma ocasião em que precisei ser atendido no Hospital São José, isso em 1976, ano em que passei por muitos problemas de saúde.     Era bem cedo da manhã, acompanhado pela minha mãe, Luzia Bucar, Balsas ainda dormia quando nos dirigimos ao Hospital São José. Chegando lá, ficamos esperando a oportunidade para ser atendido, realizando a coleta de sangue para o exame. Enquanto esperávamos, chega uma figura bastante conhecida na cidade, pelo menos naquela época: Evandro Piulinha.   Jovem e descontraído, ele…

Gramática para concurso

- Filho da putaé adjunto adnominal, quando a frase for:
"Conheci um político filho da puta".
- Mas se a frase for:
"O político é um filho da puta", daí, é predicativo.
- Agora, se a frase for:
"Esse filho da puta é um político", é sujeito.
- Porém, se o cara aponta uma arma para a testa do político e diz:
"Agora nega o roubo, filho da puta!" - daí é vocativo.
- Finalmente, se a frase for:
"O ex-ministro..., aquele filho da puta, desviou o dinheiro das estradas" daí, é apôsto.

Que língua a nossa, não?!
Agora vem o mais importante para o aprendizado:

- Se estiver escrito:
"Saiu da presidência em janeiro do ano passado e ainda se acha presidente."

O filho da puta é sujeito oculto...